Muitos empresários sabem da existência do inbound marketing e até possuem interesse em usá-lo nos seus negócios, mas têm dificuldade em aplicar as ideias e as técnicas desse tipo de marketing na prática diária das suas empresas.

E aí, começam a surgir dúvidas, como: “será que o inbound marketing realmente funciona para o meu negócio?”, “por onde começar?”, “qual o orçamento ideal para as estratégias?”, e assim por diante.

Se você compartilha das mesmas dúvidas, continue a leitura e veja as dicas práticas que trouxemos para começar a criar e aplicar a sua estratégia de Inbound Marketing hoje mesmo!

Defina seus objetivos

Antes de tomar qualquer decisão é muito importante que você saiba o que deseja alcançar com as estratégias de inbound marketing. É possível definir um ou mais objetivos e são eles que guiarão a sua estratégia.

Alguns objetivos possíveis são:

  • aumentar a penetração da marca;
  • atrair mais leads;
  • realizar mais vendas;
  • lançar um novo produto;
  • educar a clientela sobre seu setor/ produtos / serviços;
  • melhorar o relacionamento com seus clientes;
  • tornar-se reconhecido no seu setor de atuação;
  • expandir a sua atuação para outros nichos.

Crie suas personas

Após definir os seus objetivos é fundamental que você pense com quem a sua empresa irá se relacionar, encontrando e definindo as maneiras corretas de abordar seu público-alvo.

A ideia de personas é extremamente importante dentro do inbound marketing e ajudará você a ter informações muito mais precisas do que apenas a definição genérica comumente usada no marketing tradicional.

Assim, faça uma pesquisa entre os clientes que você já possui ou entre os consumidores do seu setor, buscando criar um ou mais personagens que representem o seu público.

Algumas informações que a sua persona pode conter:

  • nome, idade, profissão, localização, grau de escolaridade e renda;
  • meios em que busca informação;
  • redes sociais que mais usa;
  • principais problemas enfrentados;
  • desejos e anseios;
  • principais soluções que a sua empresa oferece para essas pessoas;
  • valores importantes para que realize negócios com as marcas.

Note que essas são informações genéricas, mas você poderá adicionar mais dados de acordo com o seu setor de atuação. Além disso, é possível criar mais personas, dependendo da variação do público com quem seu negócio se relaciona.

Defina como será sua comunicação

Agora que você já sabe o que quer e com quem deve falar, elenque as melhores plataformas de comunicação para a sua estratégia.

Um site e um blog corporativo são sempre boas ideias, mas você também deve marcar presença nas redes sociais que as suas personas mais usam e com uma linguagem próxima a elas.

Se as suas personas costumam consumir mais conteúdos em vídeo, por exemplo, pode ser mais interessante manter um canal no Youtube atualizado do que investir em produção sistemática de e-books.

Faça um calendário editorial

De posse dessas informações, é hora de definir o que será publicado nos meios de comunicação digital da sua empresa.

Faça uma busca de palavras-chaves de acordo com as dúvidas e dilemas das suas personas. Selecione aquelas mais interessantes para o seu nicho e com um bom volume de busca.

Uma dica, para os blogs ainda novos, é apostar nas palavras-chaves de cauda longa, que costumam ter uma concorrência menor e permitem trabalhar temas variados.

Na hora de montar o calendário editorial, programe para que suas postagens sejam frequentes em todas as redes sociais indicadas, sempre modificando a linguagem para a rede que será usada.

Além disso, crie conteúdos para cada uma das etapas da jornada do comprador, ou seja, temas voltados para a atração, para a descoberta do problema, para a consideração da solução e para quem deseja fechar negócio com você.

Divulgue suas postagens

Conforme você for fazendo suas postagens é fundamental que você crie público para elas. Nesse caso, as redes sociais são ferramentas importantes e que ajudam a direcionar o tráfego para suas plataformas de comunicação.

Além delas, você também poderá investir em anúncios patrocinados, como o Google Adwords e o Facebook Ads.

Não se esqueça de priorizar o SEO tanto nos seus conteúdos, quanto nos seus sites e blogs.

Capture os leads

Com uma produção sistemática de conteúdo, você passará a atrair tráfego para seu site, blog e redes sociais, mas é preciso saber o que fazer com essas pessoas.

Você pode usar seus conteúdos para direcionar ações importantes dentro da sua estratégia de inbound marketing, como solicitar que as pessoas assinem a sua newsletter, por exemplo.

Os conteúdos ricos também são ótimas ferramentas para a captura de leads. Você poderá criar e-books, webinars, hangouts e outras ideias e fazer uma landing page para que a pessoa se cadastre gratuitamente e tenha acesso a esse material.

Faça a nutrição dos leads

Agora que você já tem o contato das pessoas que se relacionam e se interessam pela sua marca, é hora de começar a manter contato.

Aproveite e insira nessa sua lista, o contato dos seus clientes usuais e daquelas pessoas que já compraram algumas vezes de você.

Em seguida, dê início à nutrição de leads, com o envio automatizado de e-mail marketing, categorizando essas pessoas por clientes e não clientes, número de compras, assuntos que mais lhe interessam, entre outros.

Você poderá enviar dicas de posts e materiais ricos, promoções exclusivas baseadas no interesse de compras dos leads, acesso a descontos e serviços diferenciados, entre outros.

Meça as suas ações

As métricas são itens extremamente importantes nas estratégias de Inbound Marketing e você deverá sempre ficar de olho para garantir que suas ações estão atingindo o objetivo proposto.

Para cada meta, existem métricas diferentes. Se sua intenção é aumentar o tráfego do seu site, por exemplo, o número de visitantes é um dado importante e que você deve ficar de olho.

Já se você quer aumentar as suas vendas, mantenha o foco no número de leads gerados e na taxa de conversão, tanto no seu e-commerce, como nas promoções que você envia, por exemplo.

Faça inbound sales

A partir da captura e da nutrição de leads, você irá notar que seus contatos começarão a “caminhar” pela jornada do comprador. Ou seja, aquele visitante que chegou sem saber muito sobre o seu negócio, começará a receber mais e mais informações, até que ele esteja decidido a comprar de você.

Nesse ponto, é hora de começar a repassar os leads para as equipes de vendas, que farão um trabalho mais ativo, ligando, marcando reuniões ou visitando essas pessoas, a fim de fechar negócio.

Mas, atenção, para que essa estratégia dê certo, é importante se certificar de que o lead já está na fase de decisão da compra. Abordar um lead que não esteja preparado pode assustá-lo e passar uma imagem negativa da sua empresa.

Como essas etapas são cíclicas, você deverá estar sempre analisando a sua estratégia e se relacionando com os seus leads. Por isso, ao “terminar” o processo, volte para o início e comece a definir novas metas e a criar novas estratégias e formas de ação.

Gostou das nossas dicas práticas de inbound marketing? Quer colocar em ação uma estratégia específica para o seu negócio? Venha conversar com um dos nossos consultores e descubra como podemos ajudá-lo!

Agendar reunião Inbound Marketing