O e-mail marketing é uma ferramenta extremamente importante em qualquer estratégia digital, permitindo que você consiga nutrir os leads, se relacionar com eles, fazê-los avançar no seu funil de vendas, aumentar sua taxa de conversão e ainda oferecer um ótimo pós-venda.

Por tudo isso, ele é uma das principais escolhas dentro do Inbound Marketing. Mas, para que essa ferramenta traga o resultado esperado é essencial otimizar suas estratégias, se atentando para algumas dicas de e-mail marketing e práticas que podem aumentar o seu ROI e o seu desempenho.

Como existem muitas dicas de e-mail marketing bacanas e queremos oferecer a você um conteúdo realmente rico, separamos esse post em duas publicações. Continue a leitura e confira a primeira parte!

Dicas de e-mail marketing (Parte I)

Nunca compre listas

Essa dica parece um pouco óbvia para quem já trabalha com Inbound Marketing há um tempo, mas ainda existem muitos profissionais que investem na compra de listas – um erro que pode custar caro para a sua marca.

Entenda que o Inbound Marketing prega prioritariamente pelo bom relacionamento com seus clientes e prospects, isso não significa enviar e-mails para pessoas que não solicitaram essa relação com a sua marca.

Além do seu envio poder ser considerado SPAM, muitas dessas pessoas poderão considerar a sua empresa invasiva e passar a ter uma visão ruim do seu negócio, evitando comprar de você (algo que definitivamente não é o desejado, certo?).

Ao invés de comprar listas, crie uma estratégia eficiente para captação de leads (ou seja, daquelas pessoas que demonstram algum tipo de interesse no seu negócio). Existem muitas formas inteligentes de se fazer isso, como:

  • oferecendo um material rico e gratuito com um cadastro em uma landing page;
  • realizando um webinar gratuito mediante cadastro;
  • solicitando o contato através das suas páginas de vendas;
  • criando promoções nas redes sociais;
  • promovendo a newsletter no seu blog corporativo;
  • ofertando cursos e certificações gratuitas mediante cadastro;
  • entre outros.

Note que, em todas essas ideias de captação de lead, você sempre oferecerá algo atrativo para que essas pessoas, em troca, disponibilizem o seu contato. Assim, temos que essa relação é de “ganha-ganha”. Seus prospects ganharão um conteúdo rico ou outro benefício gratuitamente, e você ganhará o contato dessas pessoas para passar a interagir com elas.

Segmente o seu público

Essa é uma dica de e-mail marketing poderosa. Afinal, não adianta usar uma ótima estratégia de captação de leads, se o seu disparo é único para todas as pessoas – e a sua comunicação robótica e ineficaz.

Lembre-se que nem todas as pessoas que chegam até a sua empresa ou o seu blog corporativo estão na mesma fase de decisão de compra, sendo que algumas nem têm ideia se realmente desejam fazer negócio com você. Além disso, pode ser que essas pessoas tenham interesses variados no que você oferece.

Para fazer com que seu e-mail marketing seja realmente atrativo e cumpra o seu propósito é essencial que a comunicação seja focada e direcionada para os interesses desse público.

Assim, segmente os seus leads, colocando-os dentro do funil de vendas e também entendendo as suas preferências em relação aos seus produtos ou serviços. Isso favorecerá a sua comunicação, aumentando as taxas de abertura e o número de cliques nos seus links internos.

Faça testes A/B

Mesmo segmentando os seus leads, pode ser que uma grande parte deles não sinta interesse sequer em abrir o seu e-mail, muito menos em interagir com o conteúdo enviado. Mas isso não significa que você precise abandonar essa estratégia, apenas encontrar formas mais interessantes de abordar esse lead.

Os testes A/B são essenciais em qualquer campanha de e-mail marketing e ajudam a entender melhor o comportamento dos seus prospects. Você pode enviar e-mails com o mesmo conteúdo mas com títulos diferentes ou em horários e dias alternados, metrificando quais deles tiveram melhores resultados.

Existem inúmeros tipos de testes que você pode fazer, como:

  • títulos diferentes;
  • horários e dias diferentes de envio;
  • corpo do conteúdo diferente;
  • disposição diferente dos links;
  • CTAs diversos;

Planeje cada disparo

Quem nunca recebeu um e-mail marketing com um nome no remetente e outro assinando o corpo do e-mail? Ou com uma letra faltando durante o texto? Ou um hiperlink errado? Todas essas são questões que podem ocorrer no dia a dia de muitas empresas que usam o e-mail marketing, mas que podem ser menores caso você planeje antecipadamente o seu disparo.

Escrever um e-mail com pressa, sem revisá-lo e sem testá-lo com seu público interno com certeza aumentará as chances de erros que podem acabar comprometendo a imagem e a credibilidade da sua marca.

Por isso, a dica é sempre redigir cada e-mail em um editor de texto, revisar o conteúdo, enviar um e-mail de teste para algumas pessoas do seu time interno, testar os hiperlinks e somente após esses passos fazer o disparo.

Mas, se mesmo assim o erro acontecer, não se desespere. Se for apenas um pequeno deslize, evite que ele aconteça da próxima vez, mas se for algo mais sério, faça um novo envio retificando a informação e pedindo desculpas pelo ocorrido. Assumir seu erro e pedir desculpas costuma sensibilizar quem recebe o e-mail, afinal todos somos humanos que podem errar, não é mesmo?

Tenha um calendário editorial

Planejar é a palavra-chave que aparecerá muito nesse nosso conteúdo de dicas de e-mail marketing. Afinal, é esse planejamento que tornará sua estratégia muito mais eficiente e reduzirá sua margem de erros.

Um calendário editorial é algo muito importante, ajudando você a planejar melhor seus disparos de acordo com o perfil dos grupos de leads (que você já separou, conforme a segunda dica que demos).

Fazer essa análise permite que você descubra os temas que ainda não foram abordados e evite enviar e-mails repetidos que podem cansar o seu lead. Na hora de criar o calendário, você poderá analisar:

  • o comportamento do seu lead (quais conteúdos ele acessou nos últimos dias, qual a fonte de aquisição do lead – se foi um e-book, por exemplo, pense no tema e em conteúdos/produtos/serviços que estejam relacionados);
  • os conteúdos mais acessados no seu blog e que tenham relação com o comportamento do seu lead;
  • as compras passadas que o seu lead já fez com você (pensando em promoções de itens próximos que podem interessá-lo);
  • os eventos que a sua marca irá realizar, como palestras, webinars e outros e que podem ser interessantes para esses leads;
  • produtos semelhantes ao que ele procurava no seu e-commerce, mas não encontrou ou itens semelhantes ao que ele colocou no carrinho, mas abandonou, com descontos atrativos para que ele feche a compra.

Como você pode notar, o e-mail marketing é uma ferramenta multiuso e que pode ser usada em diversos pontos da sua estratégia digital. Se você gostou desse conteúdo, cadastre na nossa newsletter e não perca a segunda parte desse post! E, claro, se tiver alguma dúvida, deixe um comentário pra gente.

ebook Inbound Marketing
ebook Inbound Marketing